Calma

15 Fev

Imagem

Traz a tua calma para a minha alma. Ajuda-me a viver mais sossegada.

Traz o teu sorriso de volta para que eu consiga viver mais tranquilizada.

Quero te ter ao meu lado e sentir-me mais completa.

O teu toque tem magia. A tua boca deixa-me desafogada.

Tira-me este folgo, deixa-me mais anestesiada.

Imersa-me no teu abraço, eu sinto-me mais sossegada.

Dá-me a tua mão e o meu coração fica com mais emoção.

Leva-me nessa leveza, prende-me e deixa-me solta!

Vamos voar nesse céu, da alvorada, entre rasgos de emoção.

Traz calma ao meu coração!

                                                                                                                                                                           15-02-14

                                                                                                                                                                            03:00

Anúncios

Haja o que houver…

27 Jan

Imagem

 

Que mesmo o destino nos afastando por razões nefastas

Trazer-te-ei sempre, dentro de mim, numa memória indissolúvel.

O tempo é apenas um factor temporal

Que, por vezes, conforme se intensificar os momentos

Jamais, poderá nos afastar!

 

Mas havendo o que quer que haja

Os sentimentos só ganham certas, por vezes;

Certas, incertas, desleais?

Quem o sabe? Quem o saberá?

 

Nas voltas rotundas da vida

Poderemos quiçá encontrar a resposta.

Ou corremos uma vida por uma explicação credível.

O destino pungente, impiedoso;

É por vezes tramado e surpreendentemente, surpreendente!  

  

18-11-07

00:48

Vamos partir!

24 Jan

Há muito tempo que estou à espera para partir contigo. Estou à tua espera!

Imagem

Quero muito conhecer o lugar  maravilhoso que tens para me mostrar.

Não precisa de estar perfeito, desde que eu e tu estejamos lá!

Lá no mesmo lugar para nos podermos encontrar!

Por que razão demoras? Queres te pôr bonito?

Quando olho para ti vejo um sorriso perfeito. Mas o teu olhar… perdido? Transparece a tua imagem interior. 

Não precisas fugir, nem te esconder!

Se queres, corre atrás! Mesmo que depois o futuro seja incerto.

Tenta! Só provando saberás e o prazer obterás.

Vem! Vamos partir!

Weekend in details

17 Mar

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem 

 

Se há coisa que detesto… #1

16 Mar

Diet11-10-d-252x300

corrida2-620x270

Se há coisa que detesto é: a palavra DIETA! A palavra dieta para mim é assustadora, pavorosa, faz-me disparar e ficar em alerta…! É a palavra proíba e por ser proíba dá vontade de pecar… Se dá!

A minha relação com esta palavra não tem sido fácil pois, passados quase três anos e tal a descer de números na balança, de repente em 4 meses vi tudo a andar para frente [ o que outras situações da vida era mais agradável que acontecesse].

Posto isto, passo a contar-vos a minha relação com a balança… Nunca foi uma relação fácil sempre tive uma obsessão por ser magra mas a preguiça [e gula] vencia sempre [e por isso que não consigo ser fiel a dieta]. Sempre fui “normal size” até descobrir a corrida e apaixonar-me! A partir daí foi tudo mais fácil na perca de peso… E aí comecei a achar que podia comer tudo o que queria, havia semanas que ia mais do que uma vez ao McDonnald’s, era tudo fantástico! Comia o que queria e compensava no exercício, até aqui tudo bem!

Eis que, por infortúnio do destino, passei por um desgosto e aí foi a “cereja no topo do bolo”! Na altura, antecedente, estava a pesar 55/56 [para 1,64] e eis que pouco mais de um mês fui bater 50/51. Brilhante! Nem precisava de correr, estava “tudo bem”! O pior é que não estava a achar piada ao meu 36 larguíssimo[mentira, até era giro vestir um 34] Mas estava feia de magra!

“Mais meia bola e força”, por volta do verão comecei a encher mais um bocadinho[mentira#2 continuava a comer, na boa], mas sempre a manter o ritmo desportivo [corridas pelos menos 2 vezes por semana, intercaladas de caminhadas] sempre em prol da minha saúde e do meu culto físico. O verão é a altura de abusar de gelados e aproveitar bem as férias e assim foi voltei aos 55/56 e continuei a manter o treino, MAS comecei a abusar de bolachas recheadas com cacau, bolos e chocolates [a minha perdição] e a coisa começou a não correr bem [há quem diga que foi porque o desgosto “passou” e o meu organismo volto ao habitual]. Pois não sei…

O que sei é que no meio destas “gordiçes” e a intercalar com a corrida, continuava tudo no “meu corpo”. Até que tive uma lesão que me impediu de correr [e parei por três meses] e continuei a abusar [no que não devia!]

Ora, com estes abuso a balança andou uns kilos [para frente] e o 36 a apertar. Quando subi a balança [ a minha inimiga 1] deparo-me com 6 kilos a mais! Aí, deparei com a palavra DIETA[ a minha inimiga 2]! EU, toda confiante, pensei, CONSIGO! Os primeiros dias, sempre fácil consigui abdicar do pão e dos bolos, menos do chocolate! Mas o problema era a quantidade de comida, número de lanchinhos e sobretudo o abrandamento do exercício, que por mais que me esforçasse não sentia resultar…

Eu bem tentei [não muito, confesso!] vários tipos de dieta, mas cheguei à conclusão que dieta não é para mim! Posso controlar a quantidade… E até mesmo cortar alguns alimentos, mas não por muito tempo! Felizmente, já voltei às corridas [e tenho corrido como nunca]! Agora, sou capaz de correr todos dos dias, nem que seja 15 minutos e assim já consegui baixar 2 número na balança!  O meu objetivo é voltar aos 55/56 pois é onde me sinto eu! Yeah!

;*

Imagem

Inspiration is…

4 Mar

Inspiration is...

305266_10150953794152574_1835151684_n 552216_10151242032967590_175267289_n 564445_427577910610577_504133722_n 51017408250653768_s18Fq1I7

Details.

16 Abr

%d bloggers like this: