Haja o que houver…

27 Jan

Imagem

 

Que mesmo o destino nos afastando por razões nefastas

Trazer-te-ei sempre, dentro de mim, numa memória indissolúvel.

O tempo é apenas um factor temporal

Que, por vezes, conforme se intensificar os momentos

Jamais, poderá nos afastar!

 

Mas havendo o que quer que haja

Os sentimentos só ganham certas, por vezes;

Certas, incertas, desleais?

Quem o sabe? Quem o saberá?

 

Nas voltas rotundas da vida

Poderemos quiçá encontrar a resposta.

Ou corremos uma vida por uma explicação credível.

O destino pungente, impiedoso;

É por vezes tramado e surpreendentemente, surpreendente!  

  

18-11-07

00:48

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: